Destaques Notícias — 25 maio 2018
Enquanto prefeito Alan Seixas pretende aumentar despesas, pais se revoltam com possível bingo para reforma da escola. Diretora dá sua versão e desmente polêmica.

Allan Seixas Foto: Folha Vip de Cajazeiras

A mais nova polêmica envolvendo a gestão do prefeito Alan Seixas, tem sido responsável por grandes picos de audiências em emissoras de radio e tem “bombado” nas redes sociais. Dezenas de pais ou responsáveis por alunos da escola Maria Cândido foram surpreendidos por uma iniciativa no mínimo inusitada.

Ao termino dos turnos e no retorno para casa, os alunos comentaram para seus pais que a escola estaria planejando realizar um bingo que segundo um dos denunciantes, seria de 500 reais em dinheiro e que todos os valores arrecadados seriam convertidos para melhoramentos na estrutura física da escola e manutenção dos aparelhos de ar condicionados. Alguns revoltados ameaçam  levar o caso para imprensa, o que acabou acontecendo por conta da velocidade das redes sociais.

O fato logo ganhou atenção dos internautas e gerou polêmica pelo fato de o prefeito, ter enviado para câmara e foi aprovado pela bancada de situação, um projeto que cria uma secretaria com até 14 cargos, ou seja, enquanto Cajazeiras com 70 mil pessoas tem uma CGM, com apenas 3 pessoas, em Cachoeira serão 11 a mais custando cerca de 30 mil mensalmente na terra do Pe. Rolim, a despesa fica pela metade. 

Outra demonstração que o município nada em dinheiro é que o ministério da saúde paga cerca de 3.000 (três mil reais) como bolsa para estudante de medicina,  a gestão Alan Seixas, resolve ser referencia, nacional ao pagar segundo o vereador Feitosinha, 6.000 (seis mil reais) a título de bolsa, ou seja 100% a mais que o governo federal. Por outro lado, alguns médicos efetivos sonham com o dia em que a atual gestão seja coerente, para eles, ganhar tanto assim é uma utopia. Há quem diga que eles ganham um dos piores salários do estado.

Os gastos excessivos em iluminação pública denunciados por este site foram comprovados na câmara e mais uma vez, fica evidente, que um “Novo Tempo” e “Uma Nova História” chegou à Cachoeira em que gastar, parece ser a palavra de ordem.

Enquanto o município de Cajazeiras gastou pouco mais de 100 mil reais, na terra de Alan, que sem demérito caberia no bairro dos Remédios, gastou quase 200 mil. Fontes garantem que os vereadores, estão pedindo toda a documentação tanto da prefeitura como da empresa, podendo inclusive convocá-la para um esclarecimento. 

Versão sobre a Polêmica: 

No início desta tarde 25,  recebemos via Facebook, a versão da diretora da escola Maria Cândido. Segundo a mesma, o que houve foi um equívoco sobre este assunto. Lindayane Braga, disse via sua assessoria, que na verdade o que aconteceu, é que dada foi apenas uma sugestão para a realização do Bingo em prol da festa dos concluintes procedimento que, aliás, muitas escolas adotam.

Fomos informados ainda, que em nenhum momento foi estabelecida a obrigatoriedade na venda das cartelas e que tampouco, a rende seria destinada para reparo na escola. Também foi nos revelado, que em uma reunião cuja data ainda nem foi definida, o tema seria colocado para apreciação dos pais de concluintes, porém, diante da polêmica criada em torno do tema, o bingo já foi cancelado.

Redação: Jotha Herre

Aconteceu tá no Folha

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*