Colunistas Eron Cid — 07 novembro 2011
Eron Cid – O olhar do DEM

Na política, nem sempre o silêncio é a tradução da omissão ou do agachamento. Às vezes é estratégia, tempo de análise, projeção, leitura da conjuntura e engatilhamento discreto de projetos. É o que se passa nas hostes dos Democratas da Paraíba.

O núcleo pensante da legenda não externa publicamente insatisfação com o Governo. Prefere dizer que tem saído de cena de caso pensado porque reconhece que quem precisa aparecer nesta fase é o governador Ricardo e não os aliados.

Mas o partido não tem apenas acompanhado a caravana passar. O clã de Santa Luzia, que lidera o DEM no Estado, se mobiliza como pode para em 2012 manter o segundo lugar no número de prefeituras. Pela conjuntura, uma tarefa desafiadora.

Efraim Morais e companhia limitada querem preservar os espaços e a ramificação pelo Interior para chegar em 2014 com o mesmo tamanho que tem dado ao DEM um peso decisivo nas últimas eleições na Paraíba.

O status de fiel da balança numa Paraíba dividida por dois grupos políticos predominantes nos processos eleitorais não será perdido de vista pelos timoneiros do ex-PFL, dono agora da maior bancada da Assembléia, após as defecções do PMDB.

Os caciques do DEM, por enquanto, estão cônscios de que são essenciais para a governabilidade de Ricardo. E essa condição leva o quartel general democrata a ter postura de colaboração, porém sem deixar de vislumbrar o futuro. Mais cedo ou mais tarde, vão exigir reciprocidade nas mesmas proporções da contribuição ao projeto.

Prejuízos – O Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas entrou na Justiça para obrigar o fisco a liberar 40 caminhões lacrados pelos grevistas do Fisco Estadual.

A próxima – Conselheira federal da OAB, a defensora Ângela Abrantes vê intransigência do governador Ricardo e considera inevitável a greve dos defensores.

Cícero volta a ser alvo – Depois do senador Wilson Santiago (PMDB), o alvo da IstoÉ deste final de semana é o senador Cícero Lucena (PSDB). A Revista traz recente denúncia formulada pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que acusa o tucano de fraudar licitações e beneficiar empreiteiras em 1997 e 2004, quando era prefeito de João Pessoa.

Denúncias não são novas – Os fatos elencados pela PGR já haviam sido arquivados pelos ministros do Tribunal de Contas da União, com base em pareceres técnicos do TCE da Paraíba, mas a Procuradoria Geral não acatou os argumentos da defesa e apresentou denúncias de 650 páginas ao Supremo.

Ciceristas vêem motivações políticas – Os aliados de Cícero minimizaram e classificaram a reportagem como mais uma denúncia requentada nascida no ventre das articulações dos adversários do pré-candidato à Prefeitura. “O povo já está vacinado contra isso”, disparou o vereador Marcus Vinicius (PSDB).

Aquecimento – Cícero reservou os últimos dias para consultas na nutricionista e no dentista. Ele quer chegar em 2012 bem nutrido e pronto para mastigar Luciano Agra (PSB).

Espalhando – Agra entregou ontem pavimentação de quatro ruas no Conjunto Ernani Sátiro. Aos poucos vai interiorizando suas ações e levando obras para a periferia.

Em 10 meses – Com a entrega da Rodovia de Poço José de Moura, o Governo Ricardo comemorou a inauguração da sexta estrada e a terceira cidade ligada por asfalto.

Bestinha – Dizem na ágora que aquele dirigente partidário trocou o salário por uma gambiarra que também lhe rende cerca de R$ 10 mil. Pense num desprendimento…

Reprovado em Geometria – A Coluna errou feio ao dizer que a vida do ex-deputado Pastor Fausto Oliveira, do púlpito à cadeia, deu um giro de 360 graus. O certo seria 180 graus.

Compreensão – Se depender dos apelos governistas, o secretário Manoel Ludgério (PSD) liberará a filiação de Doda de Tião em nome do projeto e da governabilidade.

Imagem – O prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael (PTB), quer ampliar e melhorar a estratégia de publicidade de sua gestão. Ele tem se queixado da ausência da 9Idéia.

Mídia – Pelos menos duas grandes agências contratadas pelo Governo já estão com campanhas em fase de acabamento. Não vai demorar para ganhar as ruas.

Eleições I – Giucélia Figueiredo promoveu ontem no clube de Engenharia, na Praia do Seixas, uma feijoada de adesão à sua candidatura a presidente do CREA da Paraíba.

Eleições II – Já o ex-secretário da Defesa Civil da Capital, Manoel Duré, distribuiu nota convidando os associados da entidade a irem às urnas na próxima terça, das 9h às 19h.

PINGO QUENTE – “Vamos passar agora a fase de remoção de entulhos”. Do secretário João Azevedo explicando o recomeço das obras da Nova Camará, de onde nem um exército de caminhões basculantes pode remover os motivos da tragédia.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*