Colunistas José Ronildo — 15 outubro 2011
José Ronildo – A definição das chapas

Faltando um ano para realização das próximas eleições municipais, oportunidade em que a população vai escolher o futuro prefeito do município, além de 15 vereadores, os dois competidores já estão definidos.

Pela situação, o atual prefeito, o jovem Carlos Rafael, que assumiu a administração com a renúncia do ex-prefeito Léo Abreu, vai disputar um novo mandato, e pela oposição, o médico Carlos Antonio quer voltar a governar o município.

Com a definição dos pré-candidatos a prefeito, a disputa e especulações agora ocorrem para a definição do candidato a vice-prefeito. Pela oposição, parece já que o companheiro de chapa de Carlos Antonio também está definido, no caso, o presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, Marcos Barros, que é apadrinhado político do deputado estadual José Aldemir, apesar de recentes declarações da vereadora Léa Silva, presidente do DEM, prestadas ao programa “Trem das Onze”, quando não anunciou apoio ao nome de Marcos, dizendo que além do nome dele, também existem outro, o que terminou gerando uma série de especulações.

Já no lado do prefeito Carlos Rafael, a novidade foi a filiação da esposa do deputado estadual, Antonio Vituriano de Abreu, Fátima. De acordo com as informações, o deputado quer indicá-la como vice. O problema é que o radialista, advogado e ex-secretário de Saúde, Adjamilton Pereira, também se filiou ao PMDB, atendendo convite do ex-governador José Maranhão e deve querer a vaga. Correndo por fora estaria o jovem advogado e assessor do prefeito, João de Deus Quirino Filho, que é sobrinho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Antonio Quirino de Moura, também amigo e eleitor de José Maranhão, de quem foi secretário-adjunto da Educação em um dos seus mandatos.

Comenta-se que a intenção do prefeito é deixar a escolha para um Conselho Político, como fez seu antecessor, o médico Léo Abreu. O candidato a vice seria escolhido pelos presidentes dos partidos da base aliada. Segundo uma fonte, o radialista Adjamilton Pereira não colocaria o seu nome a disposição do grupo, mas sim, o da sua esposa, a ex-secretária de Saúde, Raelza Borges. O problema é que, segundo informações de bastidores, sua esposa é filiada ao PPS, um partido que está na base do ex-prefeito Carlos Antonio. Adjamilton revelou que Raelza só será candidata nas próximas eleições se for a vice. Ainda tem o ex-deputado Jeová Campos que certamente também vai participar e influenciar nesse processo.

 

 

Rápidas

*Em Uiraúna a chapa da situação está praticamente definida e terá Glória Geane como candidata à reeleição, tendo como vice, o médico Paulo Arthur.

 

*O empresário Essuélio Morais, nascido na região do Gravatá e Roça Grande, em São João do Rio do Peixe, se filiou ao PT do B e quer entrar na política, disputando a Prefeitura Municipal.

 

*Por outro lado, o prefeito Lavoisier Dantas ainda não anunciou quem será o seu candidato a prefeito. Comenta-se que poderá ser o ex-prefeito José Nilton Fernandes Dantas.

 

*Comenta-se que a eleição em Santa Helena vai ser movimentada. De um lado a força política de Elair e a máquina administrativa e do outro, a juventude de Corrinha e o dinheiro do seu cunhado, Luiz Pereira.

 

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*