Colunistas José Ronildo — 16 setembro 2011
José Ronildo

A disputa proporcional

Diante dessa realidade, os partidos políticos já se articulam e se preparam para a disputa. Em Cajazeiras, a expectativa é no sentido de que tenhamos uma grande renovação no Poder Legislativo, como ocorreu no pleito passado, quando vereadores que tinham mandatos abriram espaço para novas lideranças, principalmente porque, além do vereador Marcos Barros partir para uma disputa majoritária teremos um aumento de 10 para 15 vagas.

Na eleição passada, os vereadores mais votados e avaliando em cima dessa votação são tidos como reeleitos, são: Marcos do Riacho do Meio, eleito pela primeira vez, com 2.157 votos; Lea Silva, que vai disputar o 7º mandato, sempre entre os mais votados, tirou 1.862; Nilson Lopes, que tirou 1.475 votos; José Lopes, 1.433; Delzinho, 1.237; Severino Dantas, 1.237. É bem verdade que alguns podem não repetir a votação.

As demais vagas serão disputadas por Chico de Bianor, que tirou 752 votos; Humberto Abreu, 720; Kleber Lima, 1.220; Valderi Dias, 1.041; Antonio Galego, 920; Chagas Amaro, 844; Zé Duda, 794; Raimundinho, 720; Adriano da Vila Nova, 707; Eiberto da Cagepa, 661; Joinha, 652 e Laurecy Penaforte, 628.

Outro grupo de ex-candidatos sabe que terá que melhorar muito suas votações, se realmente estiverem pensando em conquistar uma cadeira no Poder Legislativo, é formado pelos seguintes ex-candidatos: Douglas, que tirou 495 votos; Wellinson, 458; Ivanildo Dunga, 457; Elinoelza, 421; Elmo Lacerda, 401; Rivelino, 394; Andréia, 392; Genésio Leide, 360, Erivan Nunes, 339; Cabo Enéas, 336; Dodô, 324; Ronaldo, 315.

É verdade que alguns desses competidores não conseguirão repetir ou ampliar a votação; outros devem desistir e também existem os novatos, como o músico Álissson; Neguinho de Boqueirão; Jucinério; Rubenildo da Vila Nova e Roselânio Lopes, que já foi candidato e deve tentar novamente.

 

Mais aula

O Ministério da Educação quer aumentar o número de dias letivos do calendário escolar, passando de 200 para 220 dias. A ideia é ampliar gradualmente o tempo das crianças e adolescentes na escola.

 

O plano do MEC foi tornado público pelo Ministro Fernando Haddad. Ele disse que mais recursos para a nova empreitada que tem como objetivo aumentar a aprendizagem dos alunos, já que uma pesquisa mostrou que, quanto mais tempo o aluno ficar na escola, mais ele aprende, deverão vir após aprovação do PNE – Plano Nacional de Educação, que está na Câmara dos Deputados. O plano define que o percentual do PIB, para educação aumente de 5 para 7%.

Portal da Transparência

Objetivando dar mais transparência na gestão pública, foi aprovada uma lei determinando que os município com mais de 5 mil habitantes publiquem na internet, em tempo real, todos os pagamentos efetuados. Em Cajazeiras, o portal já está em funcionamento, mas ainda não é atualizado diariamente.

Temos os pagamentos empenhados e pagos até o mês de julho, mas já dá para saber algumas informações, como por exemplo, o supermercado onde a prefeitura compra; a papelaria onde compra o material de expediente e material escolar; o posto de gasolina onde abastece; quanto custou o show do cantor Léo Magalhães no Xamegão; que o imóvel onde funciona a Secretaria de Promoção Social, por trás do Colégio Comercial é alugado por 3mil reais e o prédio onde funciona a Secretaria de Educação é alugado por 2 mil e 500 reais.

 

Baderna partidária

O que a gente observa a cada véspera de uma campanha política nos partidos é lamentável: uma verdade baderna partidária. Os presidentes estaduais tiram os partidos de determinaras lideranças e entregam aos adversários ao seu “bel prazer”.

Em São João do Rio do Peixe, por exemplo, o presidente do PP, Enivaldo Ribeiro tirou o partido que tem dois vereadores na Câmara, das mãos do prefeito Lavoisier e entregou a um adversário e agora eles terão que migrar para outra legenda. Em Bernardino Batista, tomaram o partido, que contava com 5 vereadores, o prefeito Edomarques e o vice, Assis Gomes e também entregaram aos adversários políticos. Em Cajazeiras, tentaram mudanças no PP e no PMN.

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*