Destaques Noticias do Vale — 25 outubro 2018
Líder político ligado a RC mantem audiência com secretário e cobra solução para crise hídrica na zona rural de São João.

Preocupado com a situação hídrica de várias comunidades rurais, o empresário e líder político de são João do Rio do Peixe, Beto Cartaxo, manteve audiência ontem, com o Dr. Deusdete Queiroga, Secretário de Recursos Hídricos do Estado da Paraíba para cobrar ações emergenciais para o setor em nosso município.  Segundo o que nos informou o próprio Beto, ele e algumas lideranças haviam pleiteado alguns poços artesianos para a Região Sul, uma demanda de 3 poços do ex-vereador Dery do Gravatá já perfurados. Além da localidade dos Bálsamos na região Norte que foi contemplada com 01, uma solicitação do ex-vereador José Ivan, estes 4 jorraram muita água matando a sede do povo. 

Outros três poços foram perfurados, contudo sem êxito: 01 na Malhada e outro, na Vargem dos Luiz, demandas do vereador Rodrigo de Zé Nilton e um último na Tranqueira a pedido do Vereador Humberto.

Beto nos revelou que diante desta situação, foi montada uma força tarefa e ele, os vereadores, Rodrigo e Humberto, buscaram o apoio dos deputados Jeová Campos e Gervásio Maia, para solucionar a problemática. Na audiência que aconteceu ontem, com o Secretário de Recursos Hídricos, Cartaxo, que esteve acompanhado de uma assessora do Gabinete de Jeová Campos, se mostrou satisfeito com o resultado do encontro e confirmou que Deusdete se prontificou em enviar um geólogo para realizar estudos que proporcionem a perfuração de outras fontes de água, em áreas diferentes nas localidades supracitadas. Além disso, o empresário adiantou que mais duas comunidades foram beneficiadas: São Diógenes e Riachão dos Bodes.

“Reiteramos o compromisso do trabalho de Ricardo Coutinho contemplando São João do Rio Peixe, com um total 9 poços nas regiões mais críticas atendendo às demandas dos São-joanenses. Agradeço em especial a sensibilidade do nosso secretário e o apoio dos nossos Deputados Jeová Campos e Gevársio” disse Beto.

Segundo informações, alguns desses poços chegaram a superar os 60 metros e não forneceram o precioso líquido.

Redação: Jotha Herre

Aconteceu tá no Folha

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*