Colunistas Reudsman Lopes — 03 outubro 2011
Reudsman Lopes – Açude Grande um espaço dividido entre homens, animais e bicicletas

A necessidade do ser humano praticar exercícios físicos nos dias atuais é um dever e acima de tudo uma ordem da medicina, dos educadores físicos, dos psicólogos e de tantos outros profissionais que lidam com a qualidade de vida do homem. Assim sendo, a massificação das informações oriundas das atividades físicas e dos seus inúmeros benefícios que causa aos praticantes dos exercícios físicos fez com que a conscientização se elevasse e com isto o que vemos é que grande parte de pessoas cada vez mais praticam e aderem aos movimentos físicos mundo afora. Necessário se faz dizer que em grande parte das cidades do nosso país, onde os governos municipais e estaduais entendem ser fundamental ao seu povo este investimento, as ações estão bem adiantadas.

 

Muitas são as cidades que possuem uma ou várias áreas para a caminhada, as academias populares ou de rua estão sendo proliferadas para atrair cada vez mais as pessoas para se exercitarem. Tudo isto infelizmente contrasta com os administradores de Cajazeiras uma cidade que beira uma população de sessenta mil habitantes e que a décadas, pasmem os meus leitores, vem sendo conduzida pelos homens da medicina que não entendem ser a atividade física do seu povo uma prioridade.

 

Sem uma área para as suas atividades físicas, o cajazeirense vive a escolher alguns espaços, são as perigosas estradas das saídas da cidade, as ruas proliferadas pelas motos e pelos automóveis em velocidades altíssimas e vamos assim tentando a busca da saúde. Um dos nossos cartões postais, o Açude Grande de Cajazeiras, vem sendo um destes espaços preferidos pela nossa população. Poderia até ser perfeito, pela sua beleza, pelo lindo encanto do seu por do sol, lá não existe o trânsito dos automóveis, mas, infelizmente, junto aos caminhantes e dividindo o espaço temos as bicicletas e nos últimos dias o aumento de animais está tornando difícil e perigoso a prática das atividades físicas dos cajazeirenses naquele local, o seu piso totalmente irregular para esta prática também depõe do lado do contra, se bem que com uma boa dose de vontade a nossa Prefeitura Municipal de Cajazeiras resolveria num piscar de olhos esta situação e assim acontecendo estaria presenteando a cidade com a sua tão sonhada e almejada área de Caminhada. Neste momento passo a palavra para o Prefeito Carlos Rafael.

 

Centro Social Urbano Sinhara Sobreira

Estivemos visitando o CSU de Cajazeiras e nos impressionamos pelo zelo que vem sendo praticado pela direção e por todos os seus funcionários quanto as suas instalações internas. Na parte externa, notadamente nos espaços para as atividades desportivas, o campo de futebol foi recuperado pela Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de Cajazeiras e as duas quadras polivalentes farão parte de uma ampla reforma que será iniciada nos próximos dias.

 

Centro Social Urbano Sinhara Sobreira 2

A diretora do CSU, Elza, me deu algumas excelentes notícias com relação as atividades desportivas que deverão ser implementadas nesta entidade. Me confirmou a sua solicitação quanto a aquisição de materiais esportivos e a implantação de projetos esportivos para crianças, jovens e adolescentes no mais breve espaço de tempo possível. Também me relatou o pedido de uma academia popular para as atividades físicas da sua comunidade com prioridade para as pessoas da terceira idade.

 

Bola dentro

Para Ivanildo Dunga. Empossado na gerência do Perpetão, os seus objetivos batem com os anseios dos cajazeirenses. Fica a torcida para que ele possa receber apoio e a devida atenção do Governo Ricardo Coutinho. Parabéns a Dunga e a NOTA 10!

 

Bola fora

Para a CBF. Para que serve jogar contra Costa Rica e México? Preparar o que?Não temos nenhuma dúvida que estes jogos são apenas para enriquecer ainda mais os cofres da CBF e desfalcar os clubes na reta final do brasileirão. Fora Teixeira. NOTA 0!

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*