Colunistas Reudsman Lopes — 08 janeiro 2012
Reudsman Lopes – Esperanças para 2012

Chegou 2012 e com ele renovamos as nossas esperanças quanto a mais um ano repleto de realizações, muito sucesso e também de muitos sonhos. No mundo dos esportes, estamos na contagem regressiva para as Olimpíadas de Londres 2012 e com ela, a nossa imensa nação se voltará para a participação brasileira nesta competição e o que faremos para alavancar o nosso desempenho que baseado nas anteriores melhorou, mas, ainda estamos longe do estágio a que o Brasil com esta imensa dimensão seria capaz se o país investisse mais nos esportes ditos amadores.

Neste mês de janeiro, começa a pré Libertadores para Flamengo e Internacional, é também o mês da copinha com jogos da garotada no Estado de São Paulo. Chega fevereiro e com ele o início dos campeonatos estaduais com destaques para o Campeonato Paraibano e a participação do Paraíba Esporte Clube que nos representará na elite do estadual. Em seguida teremos a Copa Brasil e o Campeonato Brasileiros em suas divisões A, B, C e D. Cresce também as nossas esperanças com relação a seleção brasileira e nos voltamos para que a nossa fé leve Mano Menezes a mudar tudo que ele fez em 2011 e que nos levou ao sexto lugar no ranking de seleções da FIFA.

Esperamos que Cajazeiras possa brigar para ter um Ginásio de Esportes que tenha capacidade de sediar grandes eventos, não apenas desportivos, mas, também sociais e culturais. A torcida vai para que a Secretaria de Esportes possa aumentar ainda mais aquilo que ela fez e que nos agradou na temporada 2011. Sonhamos em ver Cajazeiras participando pela primeira vez de um Campeonato Paraibano de Futsal.

Vamos continuar cobrando da administração municipal, da Secretaria de Saúde e de outros setores responsáveis a instalação da nossa academia ao ar livre e de uma área para a caminhada da nossa população. Quero ver o Fundo Municipal de Esportes e Lazer alavancando com os seus recursos, projetos esportivos de interesse da nossa coletividade. Por fim, estamos extremamente ansiosos quanto ao Paraíba Esporte Clube no Campeonato Paraibano, aguardamos que. como o Atlético Cajazeirense de desportos ele possa se transformar no maior marketing para a terra do Padre Rolim. Esperança e fé, são palavras de ordem para a temporada 2012.

Opção do Paraíba, time simples e humilde

O Paraíba Esporte Clube optou por atletas desconhecidos e pelos nossos velhos conhecidos. Assim foi a divulgação oficial dos contratados pelo time coral para a temporada 2012, pelo menos para o início do paraibano. Fica agora a expectativa para o começo dos trabalhos com bola para que avaliemos com mais precisão qual será o caminho do nosso time nesta competição. Tenho dito a Tiko Miudezas que o tamanho da sua torcida se medirá pelos resultados do Paraíba em campo. Se o time apresentar boas vitórias a galera lotará o Colosso, mas, se for ao contrário, o torcedor se afastará do Perpetão.

 

Naça não sairá de Patos

Diferente dos anos anteriores em que as suas pré-temporadas foram realizadas fora de Patos, a nova administração do Nacional pretende não afastar o time da sua torcida. Segundo as informações do Gerente de Futebol do Canário do Sertão Marcos Nascimento, a próxima temporada do time será realizada em Patos (atividades físicas) e na cidade de Catingueira, quando se tratar de trabalhos com bola. Marcos ainda falou que apesar de não poder ainda citar os nomes dos jogadores já contratados, afirma que o grupo já tem um pouco mais de 80% dos seus jogadores prontos para iniciar a pré-temporada e que todos os trabalhos serão realizados entre Patos e Catingueira, para que os torcedores alviverdes sempre esteja presentes nas atividades e incentivando os atletas a fazerem um campeonato dentro do que foi planejado.

 

BOLA DENTRO

Para o trabalho realizado pela Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de Cajazeiras no ano de 2011. Faço votos que 2012 seja tão bom para os esportes amadores de Cajazeiras como foi 2011. NOTA 10!

 

BOLA FORA

Para a tristeza de ver o anuncio do fechamento de várias escolas Paraíba afora. Como professor educador entendo que nada se justifica a banalização desta notícia. Cadê a força do povo? Cadê  as entidades e os sindicatos de professores? É o fim. NOTA 0!

 

Artigos relacionados

Compartilhe

About Author

admin

(0) Ler respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*